top of page

Entenda o que é curva ABC e saiba como melhorar suas operações!

Atualizado: 9 de mai. de 2023



A curva ABC é uma ferramenta que auxilia o gestor no sentido de elencar os dados analisados em função do seu grau de importância.


A teoria é simples e se baseia no Princípio de Pareto ou Regra 80/20, que considera que 20% das ações são responsáveis por 80% do resultado.


A metodologia é largamente usada em gestão e visa conhecer de perto e gerir com acurácia esses 20% que são cruciais para a Gestão Estratégica, além de dar suporte ao acompanhamento das demais áreas da operação.


A análise da curva permite que o líder dedique recurso, tempo e esforço às atividades que trarão maior retorno e que tenham maior potencial de impacto para o resultado do seu negócio.


Muito utilizada para a classificação dos níveis de estoque, a curva ABC também pode ser utilizada na logística, na análise de comportamento do cliente, para identificar impactos financeiros e muito mais, como veremos a seguir.


O que é curva ABC?

A curva ABC separa o gráfico de Pareto em três partes - A, B, C - dividindo o dado analisado em função do seu percentual de impacto/resultado.


Muito usada para Gestão de Estoque, por exemplo, na parte A estão os 20% dos produtos responsáveis por 80% do faturamento; na parte B estão 30% dos produtos responsáveis por 15% do faturamento; e na parte C estão 50% dos produtos responsáveis por 5% do faturamento.


A distribuição dos percentuais pode ser definida pelo gestor, em função do dado analisado. O importante é que a curva representa a distribuição de acordo com grau de impacto no indicador analisado.


Entenda o que é Curva ABC na Gestão de Estoque

Produto Curva A

Os produtos Curva A são os mais relevantes para o resultado do seu negócio. Para atribuir esse grupo é feita a análise 80/20, ou seja, são selecionados 20% dos produtos responsáveis por 80% do faturamento.


Nesse sentido, a gestão de estoque desses itens deve ser eficiente e cuidadosa, já que a maior parte do resultado está concentrada nesses produtos e a falta em estoque de qualquer um desses itens pode afetar o resultado de maneira sensível.


Produto Curva B

Os Produtos Curva B são aqueles que têm média importância para o resultado do negócio. Nessa parte da curva estão 30% dos produtos responsáveis por 15% do faturamento.


Ou seja, ainda são importantes para o resultado, mas o impacto para o resultado da falta de disponibilidade de um desses produtos no estoque é muito menor do que o de um Produto Curva A.


Produto Curva C

Nessa parte da curva estão os produtos menos relevantes para a sua operação. Aqui estão relacionados 50% dos produtos responsáveis por apenas 5% do faturamento.


Curva ABC na Gestão de Clientes

Assim como dividimos os produtos entre A, B e C, também classificamos os clientes dessa forma. Entenda como funciona a classificação:


Cliente A

São os clientes mais ativos da sua marca, responsáveis por compras que representam 80% do seu faturamento. Esses são os embaixadores da sua marca.


Cliente B

Os clientes da classe B são menos ativos que os da A e, provavelmente, compram valores mais baixos ou com menor frequência, mas ainda assim são responsáveis por 15% do faturamento.


Seus esforços de fidelização, por exemplo, devem se concentrar nesse grupo com o objetivo de convertê-los à categoria A.


Cliente C

Grupo responsável por apenas 5 % do seu faturamento, estes são clientes que compram com baixa frequência ou escolhem os itens mais baratos da sua seleção.


Apesar da baixa representatividade, conhecer esses clientes é estratégico para campanhas específicas de preço baixo, por exemplo.


Concorda que seus esforços de gestão devem estar mais concentrados nas Curvas A e B?

Então continue lendo para saber mais sobre a utilidade prática da curva e como você pode usar essa ferramenta para ampliar sua visão estratégica do negócio.


Para que serve a curva ABC?


Depois de entender o que é curva ABC, é hora de estudar seus usos e aplicações.


O principal benefício da Curva ABC é ser uma ferramenta clara de priorização dos esforços com foco no resultado.


Ela pode ser usada para diversas áreas, mas é frequentemente adotada na Gestão de Estoque das principais empresas varejistas do mundo.


A partir da categorização dos produtos, de acordo com a demanda de mercado e seu impacto para o faturamento da empresa, o gestor consegue dimensionar o estoque de maneira saudável para o negócio.


Dessa forma, evitando, por exemplo, dedicar recursos e espaço com produtos que estão com baixa demanda; definindo a necessidade de fazer promoções para equilibrar melhor o estoque; ou seja, orquestrando de maneira estratégica a melhor composição de estoque para a empresa.


Como aplicar a curva ABC?

Para calcular a curva ABC você deve começar mapeando os itens que deseja analisar.

Se, por exemplo, seu objetivo for mapear estoque e vendas, você deve relacionar todos os itens vendidos em um período de tempo, levantar os itens do inventário e seu valor de venda.


Há alguns anos, a Curva ABC podia ser definida a partir da compilação e análise dos dados reunidos em planilhas eletrônicas, como o Excel.


No entanto, com o desenvolvimento das tecnologias de inteligência e softwares de gestão, como o Moki, o gerenciamento das operações de campo e o controle de todos os sistemas de valor para o seu negócio, ficou muito mais inteligente, simples e rápido.


Para a definição do Mix de Produtos, Gestão de Ativos, Análise de Compras, Análise de Vendas, Análise Logística, o Moki permite o cruzamento de dados, garantindo uma Gestão mais sistêmica e efetiva da cadeia de valor da sua empresa.



Qual a importância da curva ABC?

Excelência na Gestão.


Do Controle de Fluxo de Caixa às iniciativas de Marketing, as curvas ABC são uma ferramenta útil para a organização e priorização dos esforços de gestão.


Dependendo da natureza do negócio, o gestor deve escolher as análises mais críticas para a operação: otimizar estoque, ajustar preços, definir esforços de comunicação, melhorar a negociação com fornecedores, gerir a equipe e muito mais.


Como é uma ferramenta simples e objetiva, as curvas ABC, baseadas no Princípio de Pareto, podem ser aplicadas para elencar os dados ou ações mais críticas em função do seu grau de importância para o objetivo a ser alcançado.


Ou seja, ela ajuda a entender de onde vem os seus resultados - em tudo!


É interessante observar que o Princípio de Pareto é, dessa forma, também uma excelente ferramenta de definição de modelo mental, uma vez que o gestor pode usar o princípio para lidar com os desafios diários do trabalho, solucionando problemas a partir do seu grau de importância para o resultado.


Quais as vantagens da curva ABC?


Estoque mais organizado

A Gestão Eficiente dos Estoques é um importante diferencial para as empresas de varejo.


A partir da análise da curva ABC, o gestor poderá categorizar os produtos de acordo com a demanda e relevância para o resultado.


Essa ação ajuda a evitar o investimento desequilibrado de recursos, garantindo um fluxo de caixa mais saudável para o negócio.


Outro fator importante a ser analisado é o custo de manter o produto no estoque e de ter o capital investido em um item de baixo giro, por exemplo.


Uma rápida análise da curva ABC otimiza a gestão do estoque e traz resultados imediatos.



Economia

A análise das curvas ABC nos pontos chave do seu negócio com certeza trará economia.


A partir dela é possível acompanhar os níveis de estoque, mantendo um equilíbrio na alocação de recursos em compras; observar as tendências de mercado buscando antecipar possíveis impactos financeiros; equilibrar custos de armazenamento e muito mais.


A simples alocação de recursos nos 20% dos esforços que trazem 80% do seu resultado, em qualquer área, já garante uma gestão mais eficaz e com maior produtividade, por exemplo.


Mas não se esqueça: a análise dos pontos B e C da curva também pode ser estratégica.


Nessas faixas estão as ideias e inovações, as mudanças incrementais que podem alavancar seu negócio no médio e longo prazo.


Investimentos melhores

Da definição de investimento em reposição de estoque a escolha da alocação dos recursos do negócio, análises de curva ABC também são muito úteis para revelar de onde vem o resultado.


Com isso, a ferramenta é também um importante suporte à tomada de decisão, garantindo que o gestor invista onde terá melhor resultado.


Lucratividade

Apenas o fato de oferecer um modelo mental mais prático e objetivo para tomada de decisão já faria das análises de curva ABC um excelente mecanismo para o aumento da lucratividade.


No entanto, o uso da metodologia também propicia uma melhor gestão dos gastos e definição da alocação de recursos, o que contribui de forma direta para o lucro do negócio.


Melhores resultados no fluxo de caixa e capital de giro

O suporte da metodologia da curva ABC é essencial para a excelência na gestão do controle do fluxo de caixa, ajudando a garantir um bom nível de atendimento da demanda, com o menor capital possível investido em estoque.


Esse delicado equilíbrio é o segredo dos varejistas de sucesso.


O excesso de estoque pode fazer com que o seu capital fique parado, enquanto poderia estar rendendo em uma aplicação, por exemplo.


E, ao mesmo tempo, a falta de estoque além de gerar perda de oportunidade de venda, pode fazer com que o seu cliente migre para a concorrência.


Identificação de impactos financeiros

A análise da curva ABC de vendas e demanda, por exemplo, pode ajudar a empresa a prever prováveis mudanças de hábito ou cenário, que auxiliem na prevenção de impactos financeiros para o negócio.


A metodologia pode ainda dar suporte a mudanças estratégicas e trade-off, se o empreendedor tiver capital de giro livre e disposição para assumir determinados riscos.


Processo logístico otimizado

No processo logístico, a ferramenta pode ser utilizada para categorizar os produtos por margem de lucro, custo de armazenamento, percentual do faturamento da empresa, geografia da demanda e muito mais. Essas visões ajudam na gestão do investimento logístico em áreas como transporte, armazenamento, proteção (segurança para produtos valiosos ou sensíveis) e distribuição geográfica do inventário.

Conclusão

Como pudemos ver, a análise da Curva ABC é uma ferramenta útil em diversas áreas da Gestão de uma empresa, trazendo insights relevantes e diferenciais que se revertem facilmente em resultado financeiro. 


É uma ferramenta simples e objetiva que se tornou ainda mais robusta com os softwares de tecnologia, como o Moki, que permite uma compilação de um volume enorme de dados do negócio, oferecendo múltiplas possibilidades de análises, com cruzamento de dados, e acesso rápido e simples para os gestores.


O segredo para aproveitar ao máximo o potencial dessa ferramenta é, então, a capacidade de análise crítica do gestor sobre onde usar e em quais visões ela pode trazer diferencial competitivo. 


Nesse sentido, o Princípio de Pareto também vale, já que o gestor, em seu modelo mental, pode dedicar seus esforços de análise para os problemas e oportunidades que têm maior potencial de impacto sobre o seu negócio, definindo o que é mais importante.


Então não perca tempo! Comece hoje a pensar onde a metodologia da curva ABC pode trazer inteligência competitiva, defina os parâmetros e use os dados robustos de um sistema de inteligência como o Moki para controlar, analisar e até mesmo definir novas ações relevantes para o sucesso do seu negócio.


Se você teve algum novo insight para o seu negócio ou tem uma experiência em que a curva ABC  foi útil, compartilhe com a gente aí nos comentários!




Comentarios

Obtuvo 0 de 5 estrellas.
Aún no hay calificaciones

Agrega una calificación
bottom of page