top of page

Segurança do trabalho: o que é, importância e atividades

Atualizado: 9 de mai. de 2023



No Brasil, toda empresa é obrigada por lei a garantir um ambiente seguro de trabalho para os seus funcionários.


Entretanto, nem sempre as regras determinadas pela legislação federal para prevenir acidentes e doenças ocupacionais são cumpridas.


De acordo com o último Anuário Estatístico de Previdência Social (AEPS), o número de acidentes de trabalho, no Brasil, no ano de 2018 aumentou 3% em relação aos dois anos anteriores, os quais haviam registrado uma queda de 4,78% desses acidentes.



Os números alarmantes revelam o quanto esse assunto ainda é negligenciado por gestores, ainda que um ambiente laboral seguro, além de manter a integridade física e mental dos trabalhadores, também contribua para a saúde financeira da empresa.


O que é segurança do trabalho e para que serve?

O termo segurança do trabalho pode ser compreendido como o conjunto de normas que devem ser seguidas rigorosamente para assegurar que os trabalhadores possuam condições dignas e seguras ao exercerem suas funções.


Abrange a prevenção de acidentes, a instrução sobre os possíveis riscos na realização das tarefas e o fornecimento de EPIs — Equipamentos de Proteção Individual.


Por que segurança do trabalho é importante?

A importância da segurança no ambiente de trabalho vai além de manter a integridade física e mental dos funcionários, por mais que isso, por si só, já fosse suficiente para justificar o cumprimento das normas trabalhistas.


Um ambiente seguro também promove um maior engajamento da equipe, pois transmite preocupação do empregador com o bem-estar e proteção dos colaboradores. Funcionários que se sentem valorizados produzem mais e com melhor qualidade.


Além disso, acidentes de trabalho ou doenças ocupacionais resultam em absenteísmo, presenteísmo (quando o funcionário está no trabalho mas não mantém o foco na função) e concessão de licenças.


Isso significa atrasos na produção ou na entrega de serviços e prejuízos financeiros decorrentes de multas e indenizações.



Quais são as principais atividades da segurança do trabalho?

As atividades relativas à segurança laboral visam proteger e preservar a saúde dos trabalhadores e conscientizá-los da importância da atenção às regras e procedimentos para a prevenção de acidentes.


Para isso, contam com os serviços de médicos, enfermeiros, técnicos especializados e com uma equipe de engenharia de segurança do trabalho.


Veja algumas das principais atividades realizadas:

  1. Elaboração de laudos técnicos, documentos de análise de riscos e planos de segurança;

  2. Programas de prevenção e controle de acidentes;

  3. Palestras, treinamentos, conversas e debates com os funcionários;

  4. Orientação da CIPA (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes);

  5. Fiscalização da segurança do ambiente e do cumprimento de normas;

  6. Campanhas de promoção da saúde e qualidade de vida.



Quais as NRs de segurança do trabalho?

Atualmente existem 36 Normas Regulamentadoras (NRs) que estabelecem diretrizes de segurança e medicina do trabalho para os mais diferentes setores e atividades, assim como as penalidades e sanções ao não cumprimento da lei.


As NRs estão presentes na portaria de nº 3.214 do Ministério do Trabalho, de 1978, e são de observância obrigatória a todas empresas que possuam trabalhadores regidos pela CLT.  Entre elas, podemos destacar:

  1. NR 6: EPIs, equipamentos de proteção individual;

  2. NR 12: uso seguro de máquinas e equipamentos;

  3. NR 15: atividades e operações insalubres;

  4. NR 20: segurança e saúde com inflamáveis e combustíveis;

  5. NR 23: proteção contra incêndios;

  6. NR 25: resíduos industriais.


Quais são os equipamentos de segurança do trabalho?

Os equipamentos de segurança são compreendidos como materiais, roupas ou ferramentas especiais que auxiliam na prevenção e no controle dos acidentes de trabalho.


Por exemplo, em um laboratório químico, o uso de luvas, máscaras, jalecos, óculos e sapatos especiais, contam como equipamentos de proteção individual (EPIs).


Outros tipos de EPIs são capacetes, manuais com instruções de uso de determinados tipos de máquinas, manuais de cuidados com a higiene e limpeza dos ambientes e todas as ferramentas que possam contribuir para a saúde e segurança no serviço dos funcionários. Veja a utilidade de alguns itens listados:


  1. Luvas - protege o trabalhador do contato com objetos perfurantes ou com substâncias químicas que podem provocar reações alérgicas;

  2. Óculos - previnem a exposição a fontes de radiação ou resíduos que podem atingir os olhos;

  3. Sapatos especiais - protegem os pés em caso de queda de objetos ou resíduos.


Boas ideias para segurança do trabalho

Algumas boas ideias sobre este tema surgem quando os supervisores percebem que não é tão simples engajar e manter a equipe atenta aos procedimentos de prevenção de acidentes.


Um ambiente de trabalho seguro é resultado do esforço conjunto de gestores e funcionários, por isso também cabe à empresa oferecer condições para que colaboradores possam cumprir todos os requisitos de segurança.


Compilamos abaixo algumas dessas boas ideias:


  1. Realize treinamentos constantes: exercícios de capacitação impulsionam a conscientização da equipe;

  2. Disponibilize manuais sobre medidas preventivas: os funcionários precisam ter fácil acesso a documentos com regras de segurança e prevenção de acidentes;

  3. Forneça e exija o uso de EPIs;

  4. Elabore um programa de controle médico de saúde ocupacional (PCMSO): para identificar e tratar possíveis doenças e lesões ocupacionais nos estágios iniciais;

  5. Crie uma rotina de auditoria de segurança laboral: estabelecer uma frequência para as auditorias, garante que a equipe mantenha-se atenta aos cuidados preventivos;

  6. Utilize checklists digitais: garante que todos os pontos críticos serão averiguados pelo supervisor de campo, possibilita a criação planos de ação para corrigir não-conformidades e a geração de relatórios e rankings.


Quais são os tipos de risco que a empresa corre sem ações de segurança do trabalho?

Sem ações de segurança, uma empresa corre o risco de ter que lidar com prejuízos tangíveis e intangíveis. Entre estes estão:


  1. Acidentes com morte, perda, redução permanente ou temporária da capacidade para o trabalho;

  2. Multas por não seguir as Normas Regulamentadoras;

  3. Pagamento de indenizações e licenças médicas;

  4. Danos a equipamentos;

  5. Aumento do tempo de parada da produção;

  6. Diminuição do engajamento e motivação da equipe;

  7. Prejuízo à imagem da empresa.


Checklist de segurança do trabalho: como fazer?

O primeiro passo para fazer um bom checklist de segurança no ambiente de trabalho é ter um conhecimento profundo da operação a ser auditada. O segundo passo é conhecer todas as NRs pertinentes ao seu segmento.


Checklists de segurança laboral devem ser adaptados a cada área de atuação, então um checklist para chão de fábrica será diferente de um checklist para trabalho em altura, por exemplo.


Por isso, o autor do checklist deve ser capaz de criar uma avaliação personalizada de acordo com as legislações específicas que se aplicam ao local e atividades a serem auditadas.


Pontos de atenção comuns em checklists desse tipo são:

  1. cumprimento das NRs;

  2. EPIS e EPCs;

  3. máquinas e ferramentas;

  4. instalações e ambientes;

  5. controle de resíduos;

  6. SESMT;

  7. CIPA;

  8. controle de outros programas de segurança como PPRA e PCMSO.

Conclusão

Segurança do trabalho é o conjunto de normas estipuladas por lei para garantir um ambiente salubre e saudável para o trabalhador.


Quando aplicadas corretamente, as ações de segurança tendem a melhorar a produtividade, além de evitar acidentes de trabalho que podem custar a vida do seu colaborador, além de gerar multas pesadas para sua empresa.


No entanto, são muitas as normas a serem seguidas e, por isso, é importante que sejam feitas constantes auditorias para garantir que tudo esteja correndo da maneira correta.


Utilizar checklists eletrônicos é uma excelente forma de realizar estas auditorias, pois eles ajudam a otimizar o tempo e te dão mais controle sobre todos os processos de segurança no ambiente de trabalho.




Commenti

Valutazione 0 stelle su 5.
Non ci sono ancora valutazioni

Aggiungi una valutazione
bottom of page